RPG dos brothers

14 08 2009

Os três participantes começaram a fazer seus personagens (com apenas um livro, o que fez o processo levar um bom tempo). Infelizmente eu era o único disposto a mestrar (inventar a história do jogo) embora eu seja péssimo nisso. Depois de um tempo, com os personagens já criados, começa a história:

– Vocês começam na cidade… Ahm… Na cidade podre que os iniciantes começam… O que vocês vão fazer? – Falei eu, de má vontade.

– Ta… Queremos quests! (para os desentendidos, missões!) – disse João (fictício).

– Tudo bem, vocês foram falar com o cara das quests. Ele disse que tem uns goblins (monstros verdes, pequenos, malvados, e que geralmente são usados como saco de pancada nesse jogo) roubando a nossa colheita (convenhamos, uma história horrível, mas foi a única coisa em que consegui pensar).

– Colheita de quê? – Perguntou o grupo.

– Abóboras! – E depois dessa resposta o grupo reclamou que isso era cópia de um jogo que não lembro o nome pois a memória falha no momento. Falei então que seriam bananas, satisfeitos? Não, não estavam.

Bom, depois de ir para a missão, matar uns monstros, subir de nível, recuperar a colheita, um dos jogadores ficou com sono e o jogo parou por ali. Enquanto arrumávamos tudo e contávamos o tempo que perdemos jogando aquilo, João, de pura raiva, amassou carinhosamente as três fichas de personagem. Mas ainda valeu a tentativa de fazer algo fora do computador. E no fim de tudo, o jogo ainda rendeu a “frase do dia” do dia 12 de agosto.

Bruno Flores

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: