Solidão por opção

18 12 2009

A solidão bate a minha porta
Ela é tão fria
Nem é como eu queria
Mas pra mim tanto importa

Pela janela vejo o céu
Viro a cabeça e vejo o chão
O ser humano te deixa na mão
A pessoa é um bicho cruel

Vejo o mundo através da lente
Contato não seria certo
Observar é mais esperto
Ouço uma voz tão estridente

Que rumo vou seguir?
Eu procuro a direção
Mas que grande decepção
Talvez eu não vá conseguir

Só me resta acostumar
Com tempos tão cruéis
Amores acabam nos motéis
Quero ver isso acabar

É tudo uma opção
Em que o mundo estremece
Enquanto ninguém aparece
Continuo na solidão

Lucas da Rosa

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: